Renato Gaúcho esbraveja contra o VAR após eliminação: 'O Grêmio foi roubado'
31/10/2018 11:08 em ESPORTES

Técnico do time brasileiro criticou critério usado pelo árbitro de vídeo, que não teria marcado irregularidade no primeiro gol do River Plate.

Porto Alegre - O técnico Renato Gaúcho criticou duramente a arbitragem pelo uso do VAR na traumática eliminação do Grêmio na Taça Libertadores, nesta terça-feira. O time brasileiro foi derrotado pelo River Plate de virada, por 2 a 1, após a intervenção do árbitro de vídeo na marcação de um pênalti para os argentinos. Porém, a equipe gaúcha reclama de uma irregularidade no gol de empate do adversário, questionando o critério usado pelos assistentes.

"O Grêmio só não está classificado por causa do VAR. Se funciona, eu estaria sorrindo, a torcida feliz, e o Grêmio na final da Libertadores. Estaria tudo certo. O Grêmio foi roubado. Acho que o lance não tem dúvida. Será que era o Stevie Wonder (cantor cego) não veria? Vendo o jogo naquela cabine, como o cara não vê, com aquele monte de câmera, que o jogador faz o gol com o braço? Será que ele vai dormir hoje por causa disso? Quem sabe até vai, porque não tem nada a ver com o Grêmio", criticou Renato.

 

O treinador também fez duras críticas à Conmebol pela presença de Marcelo Gallardo, técnico do River Plate, no vestiário adversário. Suspenso, o treinador argentino também foi visto se comunicando com auxiliares por meio de um rádio.

"A diretoria sabe, é um motivo a mais. Mas quem fala é o presidente. É uma desmoralização da Conmebol. No mínimo, teriam que ter tirado o treinador do vestiário. Depois vocês perguntam como eles (River) mandaram a escalação. Junta tudo isso com a palhaçada do VAR, faz uma salada e vê no que vai dar. Amanhã, a Conmebol suspende o Gallardo por 100 dias, e o River está na final. Eu queria estar suspenso por 200 dias e na final. É uma humilhação da Conmebol, foi um desrespeito ao Grêmio"

 

Eliminado, o Grêmio volta todas suas atenções para o Campeonato Brasileiro. O time gaúcho volta a campo no sábado, quando enfrenta o Atlético-MG, fora de casa, às 17h.

FONTE:   FOTO: AFP

COMENTÁRIOS