Engenheiros que atestaram segurança de barragem em Brumadinho são presos
29/01/2019 07:47 em NOTÍCIAS

Segundo balanço mais recente, 65 pessoas morreram e há 279 desaparecidos após rompimento da barragem da Vale, na última sexta-feira. 

 

O Ministério Público (MP) e a Polícia Civil de São Paulo cumpriram, na manhã desta terça-feira (29), dois mandados de prisão contra engenheiros que atestaram a segurança da barragem 1 da Mina do Feijão, em Brumadinho, Minas Gerais, que se rompeu na sexta-feira (25). As informações são do portal G1.

Os mandados foram expedidos pela Justiça Estadual mineira. Os investigadores apuram se documentos – feitos por empresas contratadas pela Vale e que atestavam a segurança da barragem – foram fraudados.

A prisão dos engenheiros – que ainda não tiveram os nomes divulgados – ocorreu nos bairros Moema e Vila Mariana, na capital paulista. A Polícia Federal também participa da ação e cumpre dois mandados de busca e apreensão em empresas que prestaram serviços para a Vale.

 

Pelo último balanço, divulgado na segunda-feira (28), foram confirmadas 65 mortes após o rompimento da barragem. Há ainda 279 pessoas desaparecidas.

FONTE:  Por GaúchaZH    FOTO: André Ávila / Agencia RBS

COMENTÁRIOS