Os planos de Blumenau para desenvolver o turismo sustentável na Nova Rússia
01/04/2019 09:17 em TURISMO

Melhoria na infraestrutura e aperfeiçoamento dos trabalhos de empreendedores locais estão entre as ações que integram a proposta.

Localizada na região Sul de Blumenau, a Nova Rússia é um lugar que guarda muitos potenciais a serem explorados. Um deles é a capacidade de atrair visitantes. E justamente por conta disso, a Secretaria Municipal de Turismo e o Sebrae apresentaram, na última semana, em um evento no Recanto Silvestre, o Plano de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável, que prevê uma série de melhorias de infraestrutura e capacitação profissional para quem possui empreendimentos do ramo turístico na região.

Além da parceria entre o Sebrae e a Secretaria de Turismo, outras entidades ligadas ao tema do governo municipal e também estadual participaram do plano de desenvolvimento, contribuindo com ideias e estratégias para viabilizar melhorias para região como a Polícia Militar, Celesc, Samae, Defesa Civil, Seterb, IPAN, ICMBIO entre outros órgãos.

 

O projeto vem sendo elaborado desde março do ano passado. Durante este tempo, várias visitas foram feitas aos locais e aos comércios da região, para que um levantamento de pontos positivos e negativos da localidade fosse feito. As avaliações apontaram pontos negativos em relação aos serviços de distribuição de água encanada, coleta de esgoto, coleta de lixo e policiamento. O sistema de iluminação pública foi considerado moderno, porém, o sistema de distribuição de energia elétrica é apontado como precário, pois registra constantes falhas, também provocadas pelas quedas de galhos de árvores.

Desde o começo deste ano, ações já foram iniciadas para melhorar a infraestrutura do local. Em torno de R$ 90 mil foram investidos em linhas de fibra ótica, para melhorar a comunicação. As instalações devem estar prontas até o fim de abril, com a possibilidade de acesso gratuito à internet sem fio em alguns pontos do trajeto.

 

Além disso, há um projeto de implantação de 20 placas informação e colocação de guard rails ao longo do percurso, ao custo de R$ 32,4 mil. Já em relação aos serviços de distribuição de água encanada e melhorias na rede de energia elétrica, estudos de implantação e melhorias dos sistemas estão sendo feitos pela Celesc e pelo Samae, e devem ser executados até início de 2020, entre outras obras.

Patrick Rodrigues

(Foto: Patrick Rodrigues )

PLANO LEVA CAPACITAÇÃO AOS EMPREENDEDORES DA REGIÃO

Capacitação profissional e assessorias também estão sendo ofertadas para quem tem empreendimentos na localidade. Na maioria dos casos, os próprios moradores montam restaurantes, cafés ou até mesmo hotéis e pousadas ao longo do caminho. Majoritariamente esses negócios são familiares. Ao longo do último ano, as palestras e aulas que vêm sendo aplicadas já surtem efeito nos novos micros e pequenos empresários da região, como é o caso da artesã Isolde Krug, que faz adequações no ateliê.

– Já mudei algumas coisas. O nome do ateliê que antes era “Nova Era” agora é “Nova Rússia”. Aumentei o espaço para os clientes e mudei até mesmo os artesanatos. Agora, as pessoas podem levar lembranças de imagens da nova Rússia – relata a artesã orgulhosa, expondo pequenas miniaturas de cachoeiras e belezas naturais da região.

O prefeito Mário Hildebrandt (sem partido), durante o evento de apresentação do plano, avaliou que a região deve ser cuidada de maneira especial.

 

– A Nova Rússia é um presente da natureza para Blumenau. Por esse motivo, nós precisamos tratar o local como qual. Explorando o potencial turístico que ele tem, sem deixar de preservar as belezas naturais. Com isso, nós vamos conseguir trazer mais um ponto turístico para a cidade e impactar a vida de quem mora aqui de maneira positiva, trazendo renda e desenvolvimento sustentável – ponderou o prefeito.

FONTE:   Por Nathan Neumann nathan.neumann@somosnsc.com.br

FOTO: PATRICK RODRIGUES

COMENTÁRIOS