Juiz determina que motorista do Jaguar pague tratamento e cirurgias de vítima
03/04/2019 09:29 em NOTÍCIAS

Evanio Prestini terá de arcar com os custos fisioterápicos, psicológicos e de cirurgias plásticas de Maria Eduarda Kraemer.

O juiz substituto Wellington Barbosa Nogueira Júnior, da 4ª Vara Cível da Comarca de Blumenau, determinou nesta terça-feira que Evanio Wylyan Prestini, o pai dele, e a seguradora paguem todas as despesas médicas de Maria Eduarda Kraemer. A jovem de 25 anos era passageira de um Fiat Palio que foi atingido pelo Jaguar de Evanio no dia 23 de fevereiro na BR-470, em Gaspar.

 

O magistrado deferiu parcialmente a tutela de urgência da vítima Maria Eduarda. Agora, o motorista do Jaguar terá de pagar o tratamento fisioterápico e o acompanhamento psicológico "mediante a comprovação das despesas". A decisão liminar ainda diz que Evanio terá de pagar "cirurgias plásticas reparadoras" por conta de lesões causadas pelo acidente. Já há, inclusive, orçamentos apresentados pelos advogados da jovem à Justiça.

Cabe recurso da decisão. A reportagem do Santa tentou contato com a assessoria do advogado Gastão Filho, representante da defesa de Evanio, porém até as 22h30min desta terça-feira (2) não obteve retorno.

No início desta semana as famílias de duas jovens vítimas do acidente ingressaram com uma ação na Justiça pedindo ao motorista do carro de luxo indenizações que passam de R$ 2 milhões pelos danos com o acidente.

 

A família de Maria Eduarda pede indenização de R$ 200 mil por dano moral, R$ 500 mil por dano estético e R$ 150 mil por dano material, totalizando R$ 850 mil. Segundo o pedido feito pelos advogados, a jovem não pode trabalhar durante o período de recuperação e o valor também ajudaria com as despesas médicas.

FOTO: REPRODUÇÃO FACEBOOK

­

A família de Suelen, que morreu ainda no local do acidente, pede um ressarcimento de R$ 1,2 milhão. Conforme o processo, o pai, a mãe as duas irmãs exigem R$ 300 mil por danos morais e psicológicos causados pela perda precoce de Suelen. Além disso, o pedido ainda aponta que a jovem era quem pagava as contas de casa, e a mãe dela precisaria de uma pensão para se manter.

O acidente

A batida envolvendo o Jaguar e o Fiat Palio aconteceu por volta das 6h da manhã de 23 de fevereiro na BR-470, em Gaspar. Duas garotas morreram, Amanda Grabner Zimmermann, 18, e Suelen Hedler da Silveira, 21. O condutor do carro de luxo, Evanio Prestini, foi submetido ao teste do bafômetro que apontou 0,72 miligrama de álcool por litro de ar expelido.

Ele foi preso em flagrante. No dia seguinte ao acidente, a prisão foi convertida para preventiva. Os advogados de Evanio pediram a revogação da prisão, que foi negada pela Comarca de Gaspar.

 

A defesa, então, entrou com o pedido de uma liminar de habeas corpus no Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), que também foi negado. Quase duas semanas depois, no julgamento do Colegiado, os desembargadores decidiram por manter Evanio preso.

FONTE:   Por Augusto Ittner augusto.ittner@somosnsc.com.br

FOTO:JORNAL METAS

COMENTÁRIOS