Chape e jornalistas esportivos lamentam morte de Rafael Henzel no Twitter
27/03/2019 08:39 em ESPORTES

Sobrevivente do acidente aéreo da Chapecoense, Henzel sofreu infarto e morreu na noite desta terça-feira em Chapecó.

A morte do jornalista Rafael Henzel na noite desta terça-feira (26) causou consternação nacional. O repórter esportivo foi um dos cinco sobreviventes da tragédia aérea com o time da Chapecoense na Colômbia, em 2016. Henzel tinha 45 anos e sofreu um infarto enquanto jogava futebol com amigos.

 

A Chape publicou no Twitter uma sequência de mensagens lamentando a fatalidade: 

A Associação Chapecoense de Futebol vem a público a fim de manifestar o profundo pesar e toda a consternação pela notícia do falecimento do jornalista Rafael Henzel, ocorrido na noite desta terça-feira

Durante a sua brilhante carreira, Rafael narrou, de forma excepcional, a história da Chapecoense. Tornou-se um símbolo da reconstrução do clube e, nas páginas verde e brancas desta instituição, +

Sempre haverá a lembrança do seu exemplo de superação e de tudo o que fez, com amor, pelo time, pela cidade de Chapecó e por todos os apaixonados por futebol.

Desejamos, de todo o coração, que a família tenha força para enfrentar mais um momento tão difícil e esta perda irreparável. Os sentimentos e as orações de todos os chapecoenses, torcedores e ouvintes, estão com vocês.

 

Outros clubes se manifestaram na rede social: 

A Federação Catarinense de Futebol (FCF) lançou nota através de seu site. O então presidente da entidade, Delfim Pádua Peixoto Filho, foi vitimado pelo acidente aéreo em 2016. Confira a íntegra:

A diretoria da Federação Catarinense de futebol manifesta seu imenso pesar pela morte do radialista esportivo Rafael Henzel, um dos seis sobreviventes (único jornalista) do desastre aéreo com o avião que transportava a delegação da Chapecoense para a disputa final da Copa Sul-Americana de Futebol, na Colômbia em novembro de 2016, vitimando 71 pessoas, entre elas o ex-presidente da FCF, Delfim Pádua Peixoto Filho.

Rafael era narrador esportivo da Rádio Oeste Capital, onde exercia com brilhantismo as funções de cronista esportivo. Após apresentar seu programa esportivo diário na emissora, Rafael foi jogar uma tradicional partida de futebol com os amigos e acabou atingido por um infarto fulminante. Apesar de ter sido transportado para o Hospital Regional de Chapecó, Henzel não resistiu e faleceu.

Casado e pai de um filho, Rafael Henzel tinha 45 anos e procurava transmitir sua inabalável fé pela vida em constantes palestras e no livro que escreveu “Viva como se estivesse de partida”, transformando-se num dos símbolos da reconstrução da Associação Chapecoense de Futebol, após a tragédia que abalou o mundo.

Em nota, o presidente da FCF, Rubens Renato Angelotti manifestou a consternação do futebol catarinense pela irreparável perda, desejando força para a família enlutada para enfrentar este momento de profunda dor.  

FONTE:  RedaçãoPor Redação DC nsctotal@somosnsc.com.br

FOTO: Insperiência Palestras, Divulgação

 

 

COMENTÁRIOS