Causas do deslizamento em Blumenau serão apuradas a partir desta quinta-feira
28/03/2019 08:19 em NOTÍCIAS

Fato foi registrado às margens da Via Expressa e deixou dois trabalhadores mortos.

As causas do deslizamento desta quarta-feira no terreno em que a empresa Empreendimento Hoteleiro Via Expressa Blumenau Spe constrói um hotel no bairro Itoupava Norte ainda não foram apontadas. A empresa responsável emitiu uma nota, mas não deu detalhes das causas do desmoronamento. Equipes da Defesa Civil, Fundação Municipal do Meio Ambiente (Faema) e setor de fiscalização da prefeitura de Blumenau estiveram no local ao longo do dia e devem retornar para vistorias nesta quinta-feira, o que pode ajudar a esclarecer as razões do incidente.

 

A empresa trabalhava numa obra de contenção. A autorização para a terraplanagem desta área foi concedida pela Faema em 29 de novembro do ano passado. A autorização permitia obras de “corte e nivelamento do terreno” para viabilizar o hotel que a empresa começou a construir na Via Expressa.

A autorização, no entanto, prevê condições que a empresa precisa cumprir. Uma delas, por exemplo, é não formar taludes sem a devida contenção. A fiscalização do cumprimento desses requisitos é feita pela equipe da prefeitura, normalmente em caso de denúncias, ou com base no relatório final da obra de terraplanagem, que a empresa deve apresentar ao término dos trabalhos. No caso do local que sofreu deslizamento nesta quarta, esse relatório conclusivo ainda não havia sido apresentado. Vistorias a partir desta quinta devem confirmar se as condições para a execução da obra vinham sendo cumpridas.

A reportagem tentou contato com a direção da empresa responsável pela construção do empreendimento, mas as ligações não foram atendidas. Em nota, a empresa informou que o incidente ocorreu quando "estava sendo feita a fundação para o erguimento do muro de arrimo/contenção do talude". A companhia lamentou o ocorrido e afirmou ter todas as autorizações, alvarás e anotações técnicas de engenheiros para as intervenções.

Relembre

 

O deslizamento aconteceu por volta das 11h40min desta quarta-feira em um terreno às margens da Via Expressa, em Blumenau. Trabalhadores faziam um sapata no momento em que a terra cedeu. Três foram soterrados. Dois deles, Élcio José Padilha, 30 anos, e Romero Geraldo da Silva, 28, morreram. Um terceiro, Ademir José Ferreira, 42, foi encontrado com vida pouco antes das 16h. O trabalho de resgate do homem por parte do Corpo de Bombeiros e Samu já dura mais de quatro horas.

FONTE:   Por Jean Laurindo jean.laurindo@somosnsc.com.br

FOTO: Corpo de Bombeiros, Divulgação

COMENTÁRIOS