De praia artificial a sistema “anti balanço”: os projetos inusitados da construção civil em SC
03/02/2020 09:27 em TURISMO

Praia artificial em condomínio na Praia Brava, em Itajaí.

A aposta em alturas vertiginosas pode ser a marca registrada dos condomínios de luxo de Balneário Camboriú e região. Mas o apreço pelo inusitado vai muito além: na disputa pela clientela, os prédios incluem desde elevadores ultrarrápidos até praia artificial - a poucos metros da praia "de verdade". Conheça algumas das curiosidades da construção civil de Santa Catarina.

1. Elevador com controle de vento

 

Dois dos edifícios da construtora FG em Balneário Camboriú, o Infinity Coast, que foi entregue no final de 2019, e o Epic Tower, que será inaugurado no final de fevereiro, têm elevadores com o sistema TAC32T, ultramoderno e utilizado em elevadores de grande percurso. Um sensor, chamado anemômetro, mede a velocidade do vento e liga o sistema em condições climáticas severas. Conforme a necessidade, o equipamento controla a velocidade do elevador. A construtora tem, em fase de projetos, um edifício com 100 andares. Será o maior da América Latina.

Epic Tower, da FG

Epic Tower, da FG (Foto: Reprodução)

2. Praia artificial

O Brava Home, condomínio da construtora Procave, é o único na região a ter praia artificial. E isto, a poucos metros da orla natural da Praia Brava, em Itajaí. A areia, branca e fina, veio de Barra Velha e foi higienizada para integrar o complexo. Com cerca de 50 metros de “orla”, a praia artificial tem mecanismo que simula o vaivém das ondas. Mas com água doce.

 

A praia faz parte de um conjunto de piscinas com 2,5 mil metros quadrados. Para o engenheiro Edson Kratz, no entanto, este não é o ponto alto do projeto. Ele diz que o destaque do empreendimento é o jardim suspenso, construído sobre uma laje de 37 mil metros quadrados que custou quase R$ 50 milhões. O jardim “esconde” qualquer sinal dos estacionamento nos edifícios.

Brava Home, da Procave

Brava Home, da Procave (Foto: Reprodução)

3. Sistema anti-balanço

Todo edifício “balança” com a força dos ventos. A estrutura tem que ser maleável para que a estrutura não seja comprometida. O desafio é ainda maior quando se fala de um gigante de 81 andares – altura das duas torres do Yachthouse by Pininfarina, da Pasqualotto & GT, que são atualmente os maiores prédios residenciais construídos na América Latina.

 

A construção, que será entregue este ano, é a primeira no Brasil a ter sistema Outrigger, em que dois andares inteiros (o 30º e o 53º) são praticamente preenchidos com concreto armado – o volume de concreto e aço corresponde a três pavimentos dos edifícios. O sistema de amortecimento foi projetado por um escritório de engenharia no Panamá, sob responsabilidade do engenheiro Oscar Ramirez. O Outrigger garante estabilidade mesmo nas piores condições meteorológicas, testadas em túneis de vento na Inglaterra.

Yachthouse by Pininfarina

Yachthouse by Pininfarina (Foto: Luiz Carlos Souza)

4. Grife

Obra de Tonino Lamborghini em Dubai

Obra de Tonino Lamborghini em Dubai (Foto: Divulgação)

 

A grife italiana Tonino Lamborghini assinará, em parceria com a construtora Embraed, o primeiro edifício da marca, especializada em acessórios e imóveis de luxo, no Brasil. A torre será construída na Barra Sul, em Balneário Camboriú. Terá 168 metros de altura e 67 apartamentos. Além do design, a marca Tonino Lamborghini estará presente no design de móveis, louças, revestimentos, e acessórios – tudo importado, made in Itália. O edifício terá carregadores para carros elétricos na garagem - individuais e exclusivos para cada apartamento.

5. Boulevard sobre a BR-101

 

O projeto do empreendimento Marina Home Resort, que será construído à margem do rio Camboriú, em Balneário Camboriú, propõe uma ligação alternativa entre a Barra Sul e a Avenida Santo Amaro, nas proximidades do Centro de Eventos. Imagens divulgadas pelo Taroii Investment Group mostram um boulevard sobre a BR-101, conectando um lado e outro da rodovia. Esqueça a aparência sisuda da rodovia: sobre a passarela, a paisagem é verde e charmosa. A ideia é que o boulevard suspenso substitua o trajeto de três quilômetros pela BR-101, que hoje é a única opção para ligar o Centro de Eventos à Barra Sul. Em linha reta, a distância entre o Marina Home Resort e a Rua 4100, onde terminaria a ligação, é de 280 metros. O caminho alternativo deve ser reservado a pedestres e ciclistas. O empreendimento também será o responsável por "ressuscitar" o icônico Baturité, casa noturna que embalou gerações em Balneário Camboriú.

Boulevard sobre a BR-101

Boulevard sobre a BR-101(Foto: Reprodução)

FONTE: nsc POR DAGMAR SPAUTZ FOTO: DIVULGAÇÃO

COMENTÁRIOS