SC terá novas restrições e reforço policial para conter avanço do coronavírus
24/02/2021 13:29 em SAÚDE

Informação foi repassada pelo governo do Estado aos prefeitos das 30 maiores cidades de SC. Medidas devem ser oficializadas nesta quarta (24).

SC vive atualmente o momento da pandemia com a menor taxa de isolamento social. Santa Catarina deve ter a partir desta quarta-feira (24) novas restrições para conter o avanço do coronavírus. A informação foi repassada pelo governo do Estado aos prefeitos das 30 maiores cidades catarinenses em uma reunião nesta terça (23) à tarde.

Santa Catarina deve ter a partir desta quarta-feira (24) novas restrições para conter o avanço do coronavírus. A informação foi repassada pelo governo do Estado aos prefeitos das 30 maiores cidades catarinenses em uma reunião nesta terça (23) à tarde.

Além das medidas, o Estado prometeu aos prefeitos um reforço de 500 policiais militares exclusivamente para a fiscalização das medidas sanitárias contra o coronavírus.

- Estamos direcionando esta força operacional de 500 policiais militares para intensificar a fiscalização. É uma ação importante para que a gente tenha, de fato, um movimento de impacto que ajude a frear o contágio - disse o governador Carlos Moisés.

Moisés também informou aos prefeitos que o Estado possui R$ 600 milhões para a ativação de leitos de UTI na rede privada.​

O governo do Estado ainda não confirma as medidas restritivas, mas informou à reportagem que uma proposta foi apresentada aos prefeitos e, agora, o texto deverá ser validado e ajustado para ser publicado no Diário Oficial do Estado nesta quarta. Detalhes sobre as medidas devem ser divulgados em breve pelo governo.

 

O secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, disse que será um decreto estadual, com medidas válidas para todas as regiões:

Entendemos que é um compartilhamento de decisões, os municípios e regiões podem e devem fazer restrições maiores se assim entenderem.​

 

Antes mesmo da reunião com o Estado, a prefeitura de Chapecó já havia anunciado medidas mais restritivas na cidade, que vive um colapso no sistema de saúde. O prefeito de Florianópolis já adiantou que a Capital seguirá o que diz o decreto estadual, sem medidas diferentes em nível municipal. A prefeitura de Joinville informou que, além das medidas estaduais, vai suspender as cirurgias eletivas na cidade, ampliar a testagem e instalar um Gabinete de Crise.

O endurecimento no combate ao coronavírus vem em um dos piores momentos da pandemia em Santa Catarina até hoje. Com o menor índice de isolamento social desde março do ano passado, o Estado tem atualmente um crescimento na média de mortes e no número de casos ativos. A ocupação dos leitos de UTI para adultos já passa de 90%, com registros de lotação máxima em hospitais de várias regiões, da Grande Florianópolis ao Oeste.

FONTE: nsc Por Lucas Paraizo lucas.paraizo@somosnsc.com.br

FOTO: Diorgenes Pandini / Diário Catarinense

COMENTÁRIOS