Alesc aprova investimento de R$ 200 milhões do Estado para obras na BR-470; deputados de Blumenau comentam
08/04/2021 14:54 em NOTÍCIAS

 

Obras na BR-470 são de responsabilidade do governo Federal.

Foi aprovado em redação final na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, na manhã desta quinta-feira, 8, dois projetos que autorizam o governo do estado a investir R$ 200 milhões nas obras de duplicação da BR-470, que cortam em Blumenau e região. Agora, as propostas serão encaminhadas para sanção da governadora Daniela Reinehr.

Os projetos 64/2021 e 65/2021 são de autoria do próprio governo do estado e foram levados à Alesc em regime de urgência. Inicialmente, o PL 64/2021 criaria uma subação, no valor de R$ 700 milhões para investimento em obras federais no Plano Plurianual (PPA) 2020-2023.

Já o 65/2021 previa que R$ 250 milhões fossem destinados exclusivamente para a duplicação da BR-470 e recuperação da BR-163, no Oeste. Por intervenção de alguns deputados, principalmente da região Norte, os projetos tiveram mudanças.

A subação aumentou para R$ 800 milhões e os investimentos exclusivos aumentaram para R$ 400 milhões, tendo uma nova divisão: R$ 200 milhões para BR-470, R$ 100 milhões para BR-163 e R$ 100 milhões para duplicação da BR-280, entre Joinville e São Francisco do Sul.

Deputados blumenauenses comemoram

A primeira votação dos projetos aconteceu na sessão desta quarta-feira, 7, e foi quando os deputados discutiram e comentaram as propostas. O maior destaque se deu a importância das rodovias – principalmente da duplicação da BR-470 – para a economia do estado.

Deputado representante de Blumenau, Jean Kuhlmann (PSD), que votou favorável, aproveitou a situação econômica e a preservação de vidas, com a segurança da duplicação. Além disso, ele acrescentou a necessidade do investimento servir como exemplo ao governo federal.

“Uma boa notícia! Obra importante pra nossa região. Mas a nossa região agora também tem que fazer uma mobilização para que o governo federal coloque no mínimo o mesmo tanto neste ano e mais um tanto no ano que vem”, destacou pelas redes sociais.

Cabe destacar que esse projeto é um dos focos do blumenauense na Alesc. Em entrevista à coluna no mês passado, Kuhlmann falou sobre os principais propósitos nos 60 dias que passaria na Assembleia, devido a licença do deputado Júlio Garcia (PSD).

O deputado Ricardo Alba (PSL) também destacou o tema. Durante a sessão e também nas redes sociais, ele comemorou a aprovação do projeto, afirmando que isso será muito importante para o objetivo de conclusão das obras.

“Não interessa se o recurso é municipal, estadual ou federal, todos recursos saíram das pessoas catarinenses, das empresas catarinenses, e o que essas pessoas e empresas querem? A duplicação”, afirmou Alba.

Deputado blumenauense tem ressalvas

O projeto também sofreu muitas críticas. Uma das falas em destaque foram do deputado blumenauense Ivan Naatz (PL). Mesmo votando favorável ao projeto, ele fez ressalvas, afirmando que caso os recursos não sejam utilizados corretamente, os deputados passariam vergonha.

Além disso, ele afirmou que “não é um dia para se comemorar”, devido a destinação de dinheiro de Santa Catarina para uma obra que é de responsabilidade federal.

Aliás, o governo federal foi citado por outros críticos ao projeto. Segundo eles, a rodovia e as obras e recuperação são de responsabilidade do governo de Brasília e não de Santa Catarina.

O deputado Rodrigo Minotto (PDT), por exemplo, afirmou que as obras são necessárias para o estado, mas disse achar “estranho” a transferência de recursos do estado para obras federais, tendo tantos empresários catarinenses pagando impostos ao governo federal.

 

Finalizando, o deputado Jessé Lopes (PSL) ainda sugeriu que os valores tivessem outra destinação, como por exemplo um fundo de investimento para os empresários de eventos do estado, que estão parados desde o início da pandemia.

FONTE:  O MUNICÍPIO BLUMENAU

FOTO:REPRODUÇÃO

COMENTÁRIOS